O carnaval não é do Brasil!

Você já deve ter ouvido ou falado que o Brasil é o país do futebol e do carnaval.
Certamente, podemos sim ser os mais conhecidos pelo esporte futebol e pela festa carnaval, mas ambas não originaram neste país.
O Futebol por exemplo, tem indícios que originou a 3000 anos antes de Cristo na China antiga.

E o Carnaval?

Eeeeee... festa, mulher pelada ou semi-nua e toda pintada, homem que solta a franga, mulher que libera seu lado masculino, bebida, agressões, morte e o pior, crianças que são colocadas nesse mundo sem planejamento e eventualmente nem conhecem seus pais.



Uma festa que pára o Brasil. Quase tudo planeja-se para depois desta festa. As vezes é de se pensar se é uma desculpa para não trabalhar e fazer o Brasil crescer. 

"Ahh... no TDB só tem nerd, não sabe aproveitar o carnaval...", você deve estar pensando de nós. OK?

Eu sei que muita gente não gosta de trabalhar, mas precisamos, pois somente com trabalho de toda a nação iremos gerar riquezas econômicas, sociais e aumentar nossa qualidade de vida.
É certo começar o ano só depois dessas festividades?
É certo que regiões do Brasil tenham total dependência econômica do turismo dessa época?

Se você acha certo, você é o problema do Brasil.

Veja abaixo a história do carnaval.

Brincadeira, ele originou-se na Grécia entre os anos 600 a 520 antes de Cristo. Através dessa festa os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção (de grãos e não de gente). Posteriormente, os gregos e romanos inseriram bebidas e práticas sexuais na festa, tornando-a intolerável aos olhos da Igreja. Com o passar do tempo, o carnaval passou a ser uma comemoração adotada pela Igreja Católica, o que ocorreu de fato em 590 d.C. Até então, o carnaval era uma festa condenada pela Igreja por suas realizações em canto e dança, que aos olhos cristãos eram atos pecaminosos.
A partir da adoção do carnaval por parte da Igreja, a festa passou a ser comemorada através de cultos oficiais, o que bania os “atos pecaminosos”. Tal modificação foi fortemente espantosa aos olhos do povo, já que fugia das reais origens da festa, como o festejo pela alegria e pelas conquistas.

Em 1545, durante o Concílio de Trento, o carnaval voltou a ser uma festa popular. Em aproximadamente 1723, o carnaval chegou ao Brasil sob influência europeia. Ocorria através de desfiles de pessoas fantasiadas e mascaradas. Somente no século XIX que os blocos carnavalescos surgiram com carros decorados e pessoas fantasiadas de forma semelhante à de hoje.

A festa foi grandemente adotada pela população brasileira, o que tornou o carnaval uma das maiores comemorações do país. As famosas marchinhas carnavalescas foram acrescentadas, assim a festa cresceu em quantidade de participantes e em qualidade.

Então, essa postagem foi escrita para mostrar que o Brasil não é o país do Carnaval, mas essa festa é tão grande e tão esperada por muitos que duvido que gostarão desse post.

Obrigado por quem leu tudo.

Fontes:


Nenhum comentário:

Postar um comentário